Como os cristãos leigos devem se portar diante das autoridades políticas?

Eleições municipais 2020: Primeiro e segundo turno adiados, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro.
14/08/2020
Maturidade Espiritual
17/11/2020

O parágrafo 2239 do Catecismo da Igreja Católica aponta para outro dever do cidadão frente à política: colaborar com os poderes instituídos para o bem da sociedade. Assim, os cidadãos devem reconhecer, respeitar e se submeterem às autoridades legítimas. Com relação à submissão, a Epístola de Romanos nos traz uma orientação: “Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus; as que existem foram instituídas por Deus” (cf. Rm 13,1).

Diante dessa realidade, podemos afirmar que cada cristão é corresponsável pela política do seu bairro, cidade, estado e país e, por conseguinte, pelo bem comum. Essa corresponsabilidade comporta, além de muitos outros deveres, o exercício do direito de voto e a defesa do país. Defender o país significa votar bem, com consciência e segundo os princípios morais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Undefined offset: 0 in /home/storage/e/f5/4c/caminhoseguro/public_html/caminho_com/novo/wp-content/plugins/cardoza-facebook-like-box/cardoza_facebook_like_box.php on line 937